Ajuda - Busca - Membros - Calendário
Versão Completa: Quadro de carbono - trincou joga fora?
Fórum DH Brasil > Categorias > Discussão Geral DH/FR
terreri
Galera tem aparecido quadros de DH e, principalmente no all montain, feitos de carbono. Sei que o quadro de alumínio quando racha, da pra soldar e ficar meia boca ainda (alguns dizem que é até reforço rsrsrsr). e os quadro de carbono, faz um retoque tipo prancha de surf? Como é que funciona?
obrigado.
voltage
E mais ou menos isso k vc falou carbon e fibra logo e praticamente a mesma historia;
venho de portugal e la tinha uma fabrica de bikes k fazia a reparaçao em kuadros de carbono, entao kuando acontecia de um cliente xegar na loja e ja nao ter garantia do kuadro mandavamos pra essa fabrica e eles mandavem de volta como novo , nem se notava aonde foi feito o reparo ! pintura e tudo perfeita !
Detalhe pra nimguem inventar moda (kuadros de carbono sao reparados com carbono ,carbono materia para ser trabalhada so em estado maliavel vinda do congelador como e e armazenada . carbono ja seco nao serve !
Shini-Mbf
QUOTE(voltage @ 07/02/2011 - 22:01) *
E mais ou menos isso k vc falou carbon e fibra logo e praticamente a mesma historia;
venho de portugal e la tinha uma fabrica de bikes k fazia a reparaçao em kuadros de carbono, entao kuando acontecia de um cliente xegar na loja e ja nao ter garantia do kuadro mandavamos pra essa fabrica e eles mandavem de volta como novo , nem se notava aonde foi feito o reparo ! pintura e tudo perfeita !
Detalhe pra nimguem inventar moda (kuadros de carbono sao reparados com carbono ,carbono materia para ser trabalhada so em estado maliavel vinda do congelador como e e armazenada . carbono ja seco nao serve !

enteressante cara
até eu acabei ficando na dúvida
BruckDH
Peguei um par de Elixir 5 mas vieram bem feio na parte de cima do manete, ai queria inverter eles de pocição, porque em baixo ta novinho.
Resumindo, quero tirar o manete que ta na esquerda e colocar na direita e vice-versa.
Isso eh muito complicado, alguem poderia explicar como faz?
BruckDH
QUOTE(BruckDH @ 07/02/2011 - 22:22) *
Peguei um par de Elixir 5 mas vieram bem feio na parte de cima do manete, ai queria inverter eles de pocição, porque em baixo ta novinho.
Resumindo, quero tirar o manete que ta na esquerda e colocar na direita e vice-versa.
Isso eh muito complicado, alguem poderia explicar como faz?


PQP Postei no lugar errado ;P
Malz ae pela confução
terreri
QUOTE(voltage @ 07/02/2011 - 22:01) *
E mais ou menos isso k vc falou carbon e fibra logo e praticamente a mesma historia;
venho de portugal e la tinha uma fabrica de bikes k fazia a reparaçao em kuadros de carbono, entao kuando acontecia de um cliente xegar na loja e ja nao ter garantia do kuadro mandavamos pra essa fabrica e eles mandavem de volta como novo , nem se notava aonde foi feito o reparo ! pintura e tudo perfeita !
Detalhe pra nimguem inventar moda (kuadros de carbono sao reparados com carbono ,carbono materia para ser trabalhada so em estado maliavel vinda do congelador como e e armazenada . carbono ja seco nao serve !



A FORMA DE ARMAZENAMENTO DO CARBONO FOI MUITO INTERESSANTE, NÃO FAZIA IDÉIA.
VALEU
voltage
QUOTE(terreri @ 07/02/2011 - 22:25) *
A FORMA DE ARMAZENAMENTO DO CARBONO FOI MUITO INTERESSANTE, NÃO FAZIA IDÉIA.
VALEU



Tambem axei super enteresante ate axei k era brincadeira ,mas ai meu xefe disse k nao tava a brincar , Aprendi isso kuando estavamos a receber formaçao dos modelos scott scale de 2006 (residia em portugal nessa data)
O carbono tem tantos trukes k tu nem faz ideia !
DiegoFortunato
QUOTE(voltage @ 07/02/2011 - 22:29) *
Tambem axei super enteresante ate axei k era brincadeira ,mas ai meu xefe disse k nao tava a brincar , Aprendi isso kuando estavamos a receber formaçao dos modelos scott scale de 2006 (residia em portugal nessa data)
O carbono tem tantos trukes k tu nem faz ideia !



Agora me explica uma coisa: eu vi um programa esses dias chamado Factory Made, e mostrou os caras fazendo um quadro de carbono. E é bem mais fácil de se fazer do que um de aluminio, já que o carbono pode ser moldado e depois é só colar as partes.

Já os de aluminio, sobretudo os monocoque, tem que ter soldas feitas a mão que dão muito trabalho, fora as peças que tem que ser forjadas.

Então, o preço elevado do carbono vem do material, ou é porque ainda não é produzido em massa como o alumínio?
Mafú
Só que não é tão simples assim.
A peças de fibra carbono são moldadas sob pressão altíssima para eliminar o risco de bolhas, que enfraquecem a estrutura, além de ser necessário definir a orientação das fibras de acordo com o esforço que receberá em cada ponto.
Estou falando, é claro, de quadros de alto nível.
Se fosse fazer um quadro tosco, acho que o de fibra carbono sairia até mais barato que um bom quadro de alumínio.
No Brasil teve um fabricante de quadros de carbono, na década de 90, salvo engano. Não me lembro o nome.
Não sei que fim levou.
Douglas Santos
QUOTE(voltage @ 07/02/2011 - 22:29) *
Tambem axei super enteresante ate axei k era brincadeira ,mas ai meu xefe disse k nao tava a brincar , Aprendi isso kuando estavamos a receber formaçao dos modelos scott scale de 2006 (residia em portugal nessa data)
O carbono tem tantos trukes k tu nem faz ideia !


Brother de boa....nada contra.....mas gostaria de pedir um favor. Tenta escrever certo o máximo que vc consegue bele? Use o ch e qu please.....rsrsrsr

valeu bem de boa mesmo!!! Se vc quiser tb.
MarceloKazu
acho que a bike que era feita aqui era castleleg coisa assim , mas nao tenho certeza absoluta
Andre Maia
QUOTE(Douglas Santos @ 08/02/2011 - 08:19) *
Brother de boa....nada contra.....mas gostaria de pedir um favor. Tenta escrever certo o máximo que vc consegue bele? Use o ch e qu please.....rsrsrsr

valeu bem de boa mesmo!!! Se vc quiser tb.

Ele é de PORTUGAL.

@Topic - Galera, achei muito interessante a "notícia" de o quadro de carbono poder ser consertado. Alguém mais confirma essa "tese"?
Abraços
DiegoFortunato
QUOTE(Mafú @ 08/02/2011 - 00:51) *
Só que não é tão simples assim.
A peças de fibra carbono são moldadas sob pressão altíssima para eliminar o risco de bolhas, que enfraquecem a estrutura, além de ser necessário definir a orientação das fibras de acordo com o esforço que receberá em cada ponto.
Estou falando, é claro, de quadros de alto nível.
Se fosse fazer um quadro tosco, acho que o de fibra carbono sairia até mais barato que um bom quadro de alumínio.
No Brasil teve um fabricante de quadros de carbono, na década de 90, salvo engano. Não me lembro o nome.
Não sei que fim levou.



Então, eu até procurei a matéria no Youtube, mas não consegui achar. Era uma bike de speed da Trek, top de linha. E é exatamente como você falou, os caras traçam a fibra num padrão cruzado para ter resistência em forças em todas as direções, botam no molde e enchem ela com uma resina fortíssima e com balões de ar, para não deformar o quadro e nem dar bolhas.

Mas eu já vi também, no site da Intense, vídeos dos caras soldando quadros, e vou te falar: eu achei a fabricação muito mais complicada. Além de tudo o alumínio tem que ser tratado e retratado.

Eu não to falando que é simples fabricar um quadro em carbono, mas comparado com o alumínio a minha impressão foi que é igualmente ou até mais fácil de se fabricar. A dúvida fica: os quadros ainda são mais caros pois é uma tecnologia mais nova, ou vem do material que é mais caro?
Repressivo
QUOTE(DiegoFortunato @ 08/02/2011 - 11:09) *
Então, eu até procurei a matéria no Youtube, mas não consegui achar. Era uma bike de speed da Trek, top de linha. E é exatamente como você falou, os caras traçam a fibra num padrão cruzado para ter resistência em forças em todas as direções, botam no molde e enchem ela com uma resina fortíssima e com balões de ar, para não deformar o quadro e nem dar bolhas.

Mas eu já vi também, no site da Intense, vídeos dos caras soldando quadros, e vou te falar: eu achei a fabricação muito mais complicada. Além de tudo o alumínio tem que ser tratado e retratado.

Eu não to falando que é simples fabricar um quadro em carbono, mas comparado com o alumínio a minha impressão foi que é igualmente ou até mais fácil de se fabricar. A dúvida fica: os quadros ainda são mais caros pois é uma tecnologia mais nova, ou vem do material que é mais caro?

É igual tostines essa dúvida , pode ser pelos dois fatores !
O material creio que seja mais caro o carbono pela resistência e leveza conjugadas .
Ainda gosto do alumínio para quadros , já vi um de carbono meio em migalhas não sei se por defeito e tal
mas deu má impressão e segundo o dono da bike nem trincas tinha até o dia da quebra .
thumbsup.gif
Coltz DH
material com certeza é mais caro

com a produção atual de alumínio e com possibilidade de reciclagem com certeza ele é + barato que a fibra de carbono
Forsaken
QUOTE
Então, o preço elevado do carbono vem do material, ou é porque ainda não é produzido em massa como o alumínio?

Tecnologia...

No desenvolvimento de um quadro de carbono certamente a pesquisa demanda mais tempo, e talvez dinheiro já que devido as propriedades do material um simples "ajuste" na produção pode se tornar inviavel.
E outra, empresas usam as novidades para ganhar dinheiro, a exemplo das fabricantes de carros que sempre que substituem um modelo, o sucessor tem um custo de produção igual ou menor que o anterior e é vendido por um preço maior.
DiegoFortunato
QUOTE(Forsaken @ 08/02/2011 - 17:40) *
Tecnologia...

No desenvolvimento de um quadro de carbono certamente a pesquisa demanda mais tempo, e talvez dinheiro já que devido as propriedades do material um simples "ajuste" na produção pode se tornar inviavel.
E outra, empresas usam as novidades para ganhar dinheiro, a exemplo das fabricantes de carros que sempre que substituem um modelo, o sucessor tem um custo de produção igual ou menor que o anterior e é vendido por um preço maior.



Essa é uma explicação plausível, porém os quadros de carbono não são uma novidade tão quente assim, o GT já tem uns 2 quase 3 anos.

Mas acho que daqui pra frente o carbono vai chegar forte, hoje em dia já tem 3 quadros destinados para DH (que eu me lembre) que usam partes grandes em carbono, acho que daqui pra frente o preço estabiliza e fica até mais barato do que o alumínio.

Coltz DH
QUOTE
Essa é uma explicação plausível, porém os quadros de carbono não são uma novidade tão quente assim, o GT já tem uns 2 quase 3 anos.


?

tem bike gt de dh anos 90 de carbono
DiegoFortunato
QUOTE(Coltz DH @ 08/02/2011 - 19:53) *
?

tem bike gt de dh anos 90 de carbono


Não sabia disso... Tava me referindo ao novo Fury que chegou em 2009.
gabriel_keller
Sei la so sei que ainda tenho medo pois aquela velha história como o carbono trabalha e 1 quadro cai por ex bate em 1 pedra o carbono faz 1 risco quando ele trabalha plef quebra sera isso verdade?
Vinicius adhv
QUOTE(Coltz DH @ 08/02/2011 - 19:53) *
?

tem bike gt de dh anos 90 de carbono

era carbono aquilo ???? era meio misto né, mas nao sei se era carbono mesmo, ou era alguma fibra diferente, estamos falando do gt de dh ne, antes do lobo.
Mafú
QUOTE(DiegoFortunato @ 08/02/2011 - 10:09) *
Então, eu até procurei a matéria no Youtube, mas não consegui achar. Era uma bike de speed da Trek, top de linha. E é exatamente como você falou, os caras traçam a fibra num padrão cruzado para ter resistência em forças em todas as direções, botam no molde e enchem ela com uma resina fortíssima e com balões de ar, para não deformar o quadro e nem dar bolhas.

Mas eu já vi também, no site da Intense, vídeos dos caras soldando quadros, e vou te falar: eu achei a fabricação muito mais complicada. Além de tudo o alumínio tem que ser tratado e retratado.

Eu não to falando que é simples fabricar um quadro em carbono, mas comparado com o alumínio a minha impressão foi que é igualmente ou até mais fácil de se fabricar. A dúvida fica: os quadros ainda são mais caros pois é uma tecnologia mais nova, ou vem do material que é mais caro?


A fabricação de quadros de carbono envolve tecnologias mais sofisticadas e caras que a produção dos quadros em alumínio.
São necessárias prensas especiais de alta pressão aliadas às técnicas de orientação de fibras para se obter a resistência ideal com o menor peso possível.
O investimento e a operação do maquinário para fibra de carbono é muito, muito mesmo, superior em custos, se comparados ao investimento necessário para se produzir quadros de alumínio.


QUOTE(Coltz DH @ 08/02/2011 - 18:53) *
?

tem bike gt de dh anos 90 de carbono


A GT produziu as LTS de carbono (triângulo principal) na década de 90.
Salvo engano, foi a primeira grande fábrica a produzir quadros de carbono em massa.

Muitas outras fábricas produziram bikes de carbono, sendo que em algumas, apenas os tubos eram de carbono, ficando as luvas em alumínio mesmo, nas quais eram colados.

As experiências com fibra de carbono em mtbs acho que datam do final dos anos 80, mas a bikes comerciais só surgiram na primeira metade da década seguinte.

QUOTE(gabriel_keller @ 08/02/2011 - 22:32) *
Sei la so sei que ainda tenho medo pois aquela velha história como o carbono trabalha e 1 quadro cai por ex bate em 1 pedra o carbono faz 1 risco quando ele trabalha plef quebra sera isso verdade?


A fibra de carbono é extremamente resistente à torções e às pressões, mas não suporta bem o atrito.
Por isso, uma pancada numa pedra pode sim comprometer a estrutura de um quadro se o atrito romper as fibras.
Outra característica da fibra de carbono é que ela não trinca ou se deforma em definitivo: se chegar ao ponto de ruptura, a estrutura se parte por completo
É bem fácil notar isso nos acidentes de Fórmula Um, quando nas batidas as carenagens se esfarelam, sem ficarem deformadas.
Mas no caso dos quadros de bike, sempre existe um reforço extra nas camadas de fibra para que isso não ocorra, sobretudo em bikes de DH.
Quadros de XC e Speed não são difíceis de se encontrar quebrados.



DiegoFortunato
QUOTE(gabriel_keller @ 08/02/2011 - 23:32) *
Sei la so sei que ainda tenho medo pois aquela velha história como o carbono trabalha e 1 quadro cai por ex bate em 1 pedra o carbono faz 1 risco quando ele trabalha plef quebra sera isso verdade?


Cara, se você levar em conta o GT Fury, um quadro com 3.8kg sem shock ele não é tão leve assim, apesar de todo em carbono. Existem quadros em alumínio que são mais leves. Isso segundo o fabricante é devido ao uso de mais camadas de fibra para reforço, e de uma resina de kevlar na última camada, exatamente para evitar isso. Quadros de XC e Speed não tem isso, visando o alívio de peso.
teaserjam
eu ja tive um quadro de carbono nacional, da antiga EXTOR, deu folga nas juntas com o alumínio, mas estamos falando de 15 anos atrás!!!!
Hoje em dia a tecnologia é outra, muito mais leves e resistentes, eu vi pessoalmente a bike do Belmont, a GT carbon, muito linda, e também vi a V10 do Cedric, toda moida, com lascas, marcas de pancadas, ma se aguenta o cara, é boa.
Agora particularmente, eu não usaria no DH, pode parecer preconceito mas ainda prefiro o alumínio
Alemão RC
O tópico já deu uma saída da pergunta do terreri, mas tá bom, tá rendendo.

Carbono é um negócio muito louco. Já tive guidão e canote de carbono, ambos quebraram (demoraram, mas quebraram). O canote era um aerotech, um dos primeiros que saíram com preço mais razoável. Demorou uns 2 anos pra quebrar, quebrou numa pancada. O guidão (XC) era uma marca xing ling aí, demorou uns 4 anos pra quebrar, mas quando quebrou foi do nada, andando em um estradão fui dar um sprint e clec, o guidão partiu em 2.
Acho que foi um bom resultado, considerando o tempo de uso.
Meu tio tem uma das primeiras Cannondale Scalpel, que pra quem não sabe a balança funciona com a elasticidade do carbono, não tem rolamento. É um sistema muito louco. Não me lembro bem, mas o ano daquela Scalpel deve ser 2004, 2003, por aí. E meu tio anda na mesma bike desde aquela época, e até hoje nunca deu nenhum pepino aquela parte de carbono. Reparem nessa foto que o chainstay tem um formato muito doido (ele é inteiro de carbono).


Tenho meus preconceitos também de usar um guidão de carbono no DH, mas aos poucos isso tá mudando. Canote por exemplo usaria sem problemas. Esses dias ví uns vídeos da easton sobre os testes de resistencia que eles fazem e a resistencia é muito superior ao do alumínio. A única desvantagem ao meu ver é esse fato, de que quando quebra, quebra de uma vez, não trinca e não amassa, quebra, tornando meio imprevisível. Num futuro bem próximo vou montar uma AM com algumas peças de carbono, inclusive guidão. Vamo ver o que dá. Acho que seguindo minha rotina de troca de guidão 1 vez por ano não vou ter nenhum problema, precisa só ficar atento as instruções do fabricante de quanto tempo usar, uso indicado e principalmente torque dos parafusos que apertam. Vamos ver. A tecnologia tá aí, e não dá passos, dá saltos!
Forsaken
Se eu conseguisse fazer um quadro de DH, mais barato,leve,e superior a v-10,demo8 e cia, certamente eu o venderia por um preço maior que os citados acima. Simplesmente porque o consumidor sempre paga mais por um produto superior e ganhar dinheiro não é crime rsrsrsrsrs.
DiegoFortunato
QUOTE(Alemão RC @ 09/02/2011 - 09:15) *
O tópico já deu uma saída da pergunta do terreri, mas tá bom, tá rendendo.

........................


Eu também vi os testes da Trek, os caras simulam um sprint muito violento com uma máquina, você ve o quadro se torcendo inteiro e segundo o cara isso é normal. Além de ser mais leve e mais resistente, o carbono ainda aguenta uma torção muito maior do que o alumínio sem deformar, o exemplo perfeito disso é essa Cannondale que tu mostrou ai.

Só por curiosidade, to com preguiça de procurar: qual o curso dessa bike?
Alemão RC
QUOTE(DiegoFortunato @ 09/02/2011 - 14:42) *
Eu também vi os testes da Trek, os caras simulam um sprint muito violento com uma máquina, você ve o quadro se torcendo inteiro e segundo o cara isso é normal. Além de ser mais leve e mais resistente, o carbono ainda aguenta uma torção muito maior do que o alumínio sem deformar, o exemplo perfeito disso é essa Cannondale que tu mostrou ai.

Só por curiosidade, to com preguiça de procurar: qual o curso dessa bike?


Não faço a menor idéia
Coltz DH
a scalpel tem 100mm se não me engano

na moral esse lance da flexão sempre existiu, tudo precisa flexionar, desde uma ponte até um quadro de alumínio, senão tudo quebra
voltage
Realemnte a GT Bikes , ja fabrica kuadros com carbono na construçao Tinha a LTS Dh e a STS Lobo Dh ambas com a tecnologia Thermoplastic onde de certeza deveria ter alguma mistura de carbono para ajudar na robustez do kuadro ( da mesma forma k a especialized tinha a metal matrix onde tinha ceramica na construçao)
Agora A tecnologia inovadora se xama CD;CR1;IMP technology

• COMPTIMA DESIGN

Os nossos engenheiros beneficiam da nova geração de software CAAD, para maximizar cada dimensão das tubagens e também o nosso avançado processo de construção de carbono.


• INTEGRATED MOLDING PROCESS (IMP) - PROCESSO DE MOLDE INTEGRADO

O processo foi desenvolvido pelos nossos engenheiros, e é a mais recente tecnologia aplicada na produção de carbono. O tubo superior, o tubo inferior e a testa, são produzidos num só passo, utilizando um método secreto e patenteado.

Os quadros em Monocoque normalmente têm muitas rugas interiormente, em que requer um reforço adicional de carbono (Peso). O processo IMP dispensa esse mesmo reforço pois não cria qualquer tipo de rugas interiormente no que resulta num avançado estado de segurança e um peso ultraleve!

Cada tubagem beneficia da Tecnologia Naked External Tubeset NET™, em que o efeito é eliminar algumas camadas de carbono para poupar preciosas gramas. O nosso processo permite construções ultraleves, devido a menos uso de carbono nas uniões, mas com uma resistência superior utilizando fibras de carbono High Modulus Stressed Fibers HMSF™!

• CARBON FOR RACING (CR1) - CARBONO PARA COMPETIÇÃO

Continuando a ser a inveja da industria, é utilizado tanto no triangulo traseiro como no tubo de selim, para maximizar a força do quadro, permitindo eliminar peso, superando qualquer processo convencional de construção de carbono e alumínio.

Informaçoes cedidas pelo meu ex colega de trabalho Rodrigo Nogueira (scott portugal)
Amanha coloco fotos do kuadros abertos ao meio ,ate tinha guardadas no meu telefone ,tirei na apresentaçao dos modelos de 2011 mas apaguei sem kerer entao ele me manda amanha .

Tenho uma seria duvida k a galera aki nao vai muito com minha cara ( e impresao minha ou verdade ?)

Shini-Mbf
QUOTE(voltage @ 09/02/2011 - 16:56) *
Tenho uma seria duvida k a galera aki nao vai muito com minha cara ( e impresao minha ou verdade ?)

hehehe
eu achoo que é impressao sua cara!
eu ja reclamei da tua ortografia... mais depois me falaram que tu é de portugal...ai fiko beleza!
abraço
voltage
Shini-Mbf , valeu bro e k como nao dao muita bola ao k falo fikei xateado , sou super entendido na parada tou aki a colocar todo meu conhecimento e pareceu k a galera nao liga ao k escrevo !

Leu ai a materia acima ! scott e metal na parada .
Forsaken
QUOTE
Shini-Mbf , valeu bro e k como nao dao muita bola ao k falo fikei xateado , sou super entendido na parada tou aki a colocar todo meu conhecimento e pareceu k a galera nao liga ao k escrevo !

Leu ai a materia acima ! scott e metal na parada .

Faltou dizer em quais condições os quadros avariados chegavam na loja e também o limite desses reparos. Sei que no Brasil existem alguns que dizem fazer reparos nesses quadros mas pelo que vi até agora se restringe a disfarçar pequenos ralados e dar uma renovada na camada de verniz. A meu ver isso não passa de mera "maquiagem" na bike.

Eu confio em quadros de carbono Novos e até de segunda mão, mas sabendo que ouve algum reparo certamente eu não compraria, seja de XC,DH ou Road.
terreri
QUOTE(Forsaken @ 09/02/2011 - 18:16) *
Faltou dizer em quais condições os quadros avariados chegavam na loja e também o limite desses reparos. Sei que no Brasil existem alguns que dizem fazer reparos nesses quadros mas pelo que vi até agora se restringe a disfarçar pequenos ralados e dar uma renovada na camada de verniz. A meu ver isso não passa de mera "maquiagem" na bike.

Eu confio em quadros de carbono Novos e até de segunda mão, mas sabendo que ouve algum reparo certamente eu não compraria, seja de XC,DH ou Road.



acredito que para se evitar pequenos retoques (disfarçar pequenos ralados e dar uma renovada na camada de verniz) isto pode ser prevenido pelo uso de adesivos de proteção da 3M nos locais de maior avaria (danos). Será?????????
Coltz DH
alguém tava falando em pancadas no quadro...me lembrei dum lance agora sobre a resina

se a resina é de alta qualidade (o que é caro de ser desenvolvido) o quadro fica praticamente impossível de se partir numa porrada

a grande sacada do carbono para resistir é uma boa qualidade de resina,o que não é nada facil d ser feito
Repressivo
Eu sei quem tem uma lobo dessas ZERO km no plástico bolinha , porém ela é de alumínio , muito legal apesar da época que foi lançada . smile.gif
Mafú
Bem no início dos anos 90, foi lançado um protótipo onde as parte da bike eram fixadas numa única lâmina de carbono que fazia as vezes de suspensão.
A parte dianteira e traseira eram fixadas nas extremidades dessa lâmina e o bb/seat tube era fixado no centro.
Pena que não tenho mais a revista que tinha foto do monstrengo.
Se alguém conseguir uma foto coloca aí pra gente.
voltage
La em portugal eles reparam kuadros de carbono realmente partidos e fica mmuito bom mesmo ! ja tinhamos kuadros reparados a rodar por mais de um ano e nao deu problemas no lugar aonde foi reparado !
serviço de profssional mesmo !
colombo dh cycles
QUOTE(Mafú @ 09/02/2011 - 21:20) *
Bem no início dos anos 90, foi lançado um protótipo onde as parte da bike eram fixadas numa única lâmina de carbono que fazia as vezes de suspensão.
A parte dianteira e traseira eram fixadas nas extremidades dessa lâmina e o bb/seat tube era fixado no centro.
Pena que não tenho mais a revista que tinha foto do monstrengo.
Se alguém conseguir uma foto coloca aí pra gente.


As slingshot? (estilingue na tradução) ou entendi mal oq falou?



Eu tambem tive uma EXTOR, quadro de carbono nacional, na minha opinião o cara que fazia mandava muito bem, os primeiros foram feitos em 1992, ainda quando se usava caixa de direção de 1", eram bem leves, e a suspenção que acompanhava, a CAT'sLEG era a ar e com o botão de regulagem de compressão em cima da espiga, estilo as headshok...na época aquilo era coisa do futuro, nos quadros teve problemas de soltar as peças de aluminio que eram moldadas no carbono (CEntral, gancheira e cx. de direção), e outra peça desse conjunto que até hoje me faz admirar o fabricante era o guidão, que era tambem de carbono e integrado a mesa, coisa que voltei a ver ultimamente no xc e speed, mas pelo que ouvi a fabrica fechou no final de 1996..

eu não conheço, mas ja ouvi falar que no brasil tem quem conserta quadro de bike de carbono, o cara é de Minas, alguem conhece?
Coltz DH
QUOTE(colombo dh cycles @ 09/02/2011 - 22:11) *
As slingshot? (estilingue na tradução) ou entendi mal oq falou?



Eu tambem tive uma EXTOR, quadro de carbono nacional, na minha opinião o cara que fazia mandava muito bem, os primeiros foram feitos em 1992, ainda quando se usava caixa de direção de 1", eram bem leves, e a suspenção que acompanhava, a CAT'sLEG era a ar e com o botão de regulagem de compressão em cima da espiga, estilo as headshok...na época aquilo era coisa do futuro, nos quadros teve problemas de soltar as peças de aluminio que eram moldadas no carbono (CEntral, gancheira e cx. de direção), e outra peça desse conjunto que até hoje me faz admirar o fabricante era o guidão, que era tambem de carbono e integrado a mesa, coisa que voltei a ver ultimamente no xc e speed, mas pelo que ouvi a fabrica fechou no final de 1996..

eu não conheço, mas ja ouvi falar que no brasil tem quem conserta quadro de bike de carbono, o cara é de Minas, alguem conhece?


credo...puxô la do fundo do baú...quando eu conheci o MTB a cats leg era coisa de ponta alta tecnologia

esse cara de minas não é o Klaus Poloni (algo assim) ?
Dhyego Fox
Eu achei esse vídeo no youtube e acho que é o que o DiegoFortunato tava falando da uma olhada ai galera
http://www.youtube.com/watch?v=l9x2PjozPus
Esta é uma versão simplificada de nosso conteúdo principal. Para ver a versão completa com maiores informações, formatação e imagens, por favor clique aqui.
Invision Power Board © 2001-2014 Invision Power Services, Inc.